Guia completo para visitar o Vaticano

Descubra agora o que fazer no Vaticano em 1 dia com este guia completo sobre o menor país do mundo. Fizemos um roteiro com várias dicas de como visitar os museus do Vaticano, Capela Sistina e Basílica de São Pedro, como ver o Papa, dentre várias outras informações importantes para sua viagem à Roma.

O que fazer no Vaticano: Museus do Vaticano e Capela Sistina 

Os Museus do Vaticano constituem um conjunto de museus que abrigam diversas obras de arte e antiguidades reunidas pelos Papas ao longo dos séculos. Lá você vai encontrar coleções de arte romanas, gregas e egípcias. Vai se encantar com pinturas de artistas como Perugino, Rafael Sanzio, Leonardo da Vinci, Botticelli e Caravaggio, assim como ver múmias, esculturas, bustos e uma infinidade de antiguidades que vão te surpreender.

"O

Mas a principal atração do local é a Capela Sistina, mundialmente conhecida pelos famosos afrescos pintados no teto e no altar por Michelangelo. Sem dúvida, é o lugar onde mais me emocionei no Vaticano. É difícil descrever tanta beleza e a sensação de ver pessoalmente essas obras de arte.

Especialmente as pinturas do “Juízo Final”, “A criação de Adão” e “O Pecado Original e a Expulsão do Paraíso”. Aliás, passei duas horas olhando para o teto e nem vi o tempo passar. Simplesmente inesquecível!

Teto da Capela Sistina pintado por Michelângelo.
Teto da Capela Sistina pintado por Michelangelo.

Importante: A foto acima é do site oficial do Vaticano, pois não é permitido tirar foto dentro da Capela Sistina. É muito importante respeitar essa regra, tanto para conservação dos afrescos, quanto para evitar problemas com os guardas locais. Presenciei  guardas dando broncas constrangedoras e até mesmo retirando os visitantes flagrados.

Horário: Variável conforme a época do ano, consulte o calendário oficial.

Ingressos: são vendidos no site oficial (opção Admission Ticket) com data e hora marcadas (ingresso único para os Museus do Vaticano e a Capela Sistina). Você paga uma pequena taxa de reserva online, mas evita a fila da bilheteria que pode levar horas.

Dica: Entrada gratuita todo último domingo do mês (sujeito a alterações, confira calendário oficial).

Visita noturna ao Vaticano

Uma super dica para pegar a Capela Sistina vazia é fazer a visita noturna ao Museu do Vaticano. Mas para isso, você terá que viajar para Roma entre a primavera e o outono. Especialmente nesse período, de Abril a Outubro, o Vaticano abre vagas para realizar visitas noturnas às sextas-feiras, das 19h à 23h (último horário de entrada às 21:30).

Porém, para ter como visitar os museus à noite, é necessário reservar com antecedência. Não perca tempo indo pra fila, pois não são vendidos bilhetes na hora. Os ingressos ficam disponíveis no site 60 dias antes da data da visita. Consulte a bilheteria oficial para comprar o ingresso.

O que fazer no Vaticano: Basílica de São Pedro

Praça e Basílica de São Pedro

Basílica de São Pedro é o templo religioso mais importante da Igreja Católica e um dos locais cristãos mais visitados do mundo. Situada na Praça de São Pedro, a sua construção teve participação de consagrados artistas, como Michelangelo, Rafael Sanzio e Bernini.

O tamanho da Basílica e o seu interior impressionam desde a chegada! Em resumo, as principais atrações do seu interior são a escultura La Pietà, de Michelangelo, a estátua de bronze de São Pedro e a capela com os restos mortais do Papa João Paulo II.

O que fazer no Vaticano - Pontos turísticos - Basílica de São Pedro no Vaticano
Basílica de São Pedro no Vaticano.

Horário: Diariamente, das 7h às 18h30 (1º de outubro a 31 de março) e das 7h às 19h (1º de abril a 30 de setembro). Entrada gratuita.

Cúpula da Basílica de São Pedro

Cúpula da Basílica de São Pedro possui uma vista privilegiada do Vaticano e de Roma, mas para subir e apreciar essa vista incrível é preciso adquirir ingresso. Segue as duas opções de como visitar a cúpula: subir direto 551 degraus ou subir parte de elevador mais 320 degraus. Antes da sua visita, certamente vale a pena consultar os valores no site oficial.

O que fazer no Vaticano - Pontos turísticos - Cúpula da Basílica de São Pedro no Vaticano
Cúpula da Basílica de São Pedro no Vaticano.

A subida é um pouco cansativa (e olha que comprei a opção de subir parte de elevador), mas posso garantir que a vista é tão linda que compensa todo esforço. Sem dúvida, é uma das experiências imperdíveis para quem estiver visitando o Vaticano. Essa foto que tirei do alto da Cúpula pode comprovar!

O que fazer no Vaticano - Pontos turísticos - Praça São Pedro vista do alto da cúpula da Basílica.
Vista da Cúpula da Basílica de São Pedro.

Como visitar as grutas e a Necrópole Vaticana?

Ilustração de como visitar a necrópole e as grutas do Vaticano
A necrópole é o andar em azul e as grutas dos papas estão no andar em vermelho

A Necrópole Vaticana nada mais é do que um conjunto de tumbas históricas localizado a nível subterrâneo no Vaticano (destacado em azul na imagem). Na época do imperador Constantino, a necrópole era considerada um cemitério a céu aberto com inúmeros túmulos e mausoléus, onde cristãos e pagãos romanos eram enterrados.

As grutas do Vaticano estão situadas logo acima da necrópole (andar destacado em vermelho). Este é o local onde o apóstolo Pedro e dezenas de papas da Igreja foram enterrados. Encerrando a sua visita nas grutas, você poderá sair direto na Basílica sem precisar enfrentar fila.

Enfim, se você quiser explorar as ruínas e ver o túmulo de São Pedro, é preciso primeiramente pedir autorização à Fabbrica di San Pietro através do agendamento pelo site ou pessoalmente no Escritório das Escavações. Além disso, a entrada custa 13 euros. Veja mais informações de como visitar as grutas e a necrópole no site oficial.

O que fazer no Vaticano: Jardins do Vaticano

Datados da Idade Média, os Jardins da Cidade do Vaticano constituem atualmente jardins urbanos de propriedade do Papa, que cobrem mais da metade do país e ocupam grande parte da colina do Vaticano. Além de jardins, parques, pomares e uma enorme área arborizada, lá você encontra diversas fortificações, edifícios e monumentos medievais.

E como visitar os Jardins do Vaticano? Bom, só é possível fazer a visita aos jardins com um guia oficial credenciado. No passeio, você conhece lugares como a Rádio Vaticano, o Palácio do Governo, a Gruta de Lourdes, o monumento à tentativa de assassinato do Papa João Paulo II e vários outros.

O tour guiado pode ser feito a pé ou com ônibus aberto (open bus), mas somente o passeio de ônibus possui áudio guia em português. Para comprar ingresso, acesse o site oficial dos museus do Vaticano. No entanto, você pode ter a sua visita guiada em português e ainda evitar filas se adquirir o ingresso pelo Get Your Guide.

https://www.getyourguide.com.br/activity/roma-l33/tour-jardins-vaticanos-com-museus-vaticanos-e-capela-sistina-t212700?utm_force=0

Como ver o Papa Francisco

Antes de mais nada, saiba que existem diferentes ocasiões em que você pode ver o Papa Francisco e todas as entradas são gratuitas.

A primeira delas é a celebração do Angelus, onde o Papa aparece na janela de um apartamento no Vaticano. Ela acontece geralmente aos domingos ao meio dia e dura 15 minutos, encerrando com a benção aos fiéis. Não são necessários bilhetes de entrada, então chegue cedo para conseguir um bom lugar na praça.

Outra opção é durante as Audiências Gerais (General Audience) que acontecem às quartas-feiras às 9:30. Apesar da entrada ser gratuita, é necessário um bilhete de admissão. Você pode retirá-lo um dia antes com os guardas uniformizados que ficam no Portão de Bronze do Vaticano. É importante chegar muito cedo, pois o bilhete não garante sua entrada caso a praça lote.

No entanto, se quiser assegurar o seu lugar na missa para ver o papa, pode solicitar com antecedência um convite diretamente ao Vaticano por carta ou fax (se ainda tiver um em casa!) através deste formulário. Acesse o site oficial do Vaticano para obter informações mais detalhadas de como fazer a reserva do seu bilhete.

Por último, existem as missas em dias festivos como Domingo de Páscoa, Corpus Christi, Missa do Galo, dentre outras. Para saber de todos os eventos, você também pode consultar a agenda anual do Papa.

Evite filas: Compre o ingresso antecipado dos Museus do Vaticano e da Capela Sistina

Essa dica é muito importante! Já visitei o Museu do Vaticano e a Capela Sistina tanto no verão como no inverno e nas duas vezes a fila da bilheteria estava enorme. Então, aconselho comprar o ingresso antecipado pela internet para não correr o risco de perder horas e horas na fila.

O ingresso é vendido no site oficial (opção Admission Ticket) com data e hora marcadas (ingresso único para os Museus do Vaticano e a Capela Sistina). É cobrada uma taxa de reserva online que garanto que vale a pena, pois você evita a fila da bilheteria que costuma levar horas. Entretanto, para visitar a Basílica de São Pedro não é necessário adquirir ingresso, a entrada é gratuita.

Lembrando que se você tiver dificuldade com os idiomas dos sites oficiais, você sempre pode adquirir o mesmo ingresso sem fila pelo Get Your Guide. Nesse site, você tem a facilidade de ver todas as informações sobre a atração em português e a segurança de adquirir um ingresso autorizado.

https://www.getyourguide.com.br/museus-vaticanos-l2738/entrada-sem-fila-museus-vaticanos-e-capela-sistina-t62214/

Além disso, você também pode adquirir um tour guiado de até 3,5h em português com acesso exclusivo aos museus do Vaticano, Capela Sistina e Basílica de São Pedro. Assim, você tem a oportunidade de conhecer lugares que outros visitantes acabam muitas vezes não conhecendo.

https://www.getyourguide.com.br/activity/roma-l33/evite-fila-museus-vaticanos-cap-sistina-e-so-pedro-t1103?utm_force=0

Dress Code: Como se vestir para visitar o Vaticano

Não é permitido entrar no Vaticano (assim como em qualquer Igreja Italiana) vestindo bermudas, shorts, saias curtas, blusas decotadas ou qualquer vestimenta que deixe os ombros e os joelhos de fora. Essa regra é válida tanto para homens como para mulheres.

Confesso que vi pessoas circulando livremente com vestes inadequadas, mas também presenciei algumas sendo barradas por causa das roupas que estavam vestindo. Por isso, minha sugestão é não arriscar perder a sua visita e, é claro, respeitar as normas do local.

Outras informações e dicas sobre como visitar o Museu do Vaticano

Além da vestimenta, uma dúvida que costuma surgir é se pode entrar de mochila nos museus. A resposta é sim, mas como você vai passar pelo detector de metal, é recomendado levar somente mochilas e bolsas pequenas. Além disso, itens como canivetes, saca-rolhas, tesouras e objetos semelhantes não são permitidos na entrada.

Outra dica importante é lembrar que faz muito calor em Roma durante o verão, principalmente em Julho e Agosto. Portanto, lembre-se de levar chapéu, óculos de sol, protetor solar e muita água.

Por último, o que comprar no Vaticano? Afinal, não dá pra ir embora sem levar pelo menos uma lembrancinha de lá. Então, saiba que durante a sua visita ao Museu do Vaticano e à Basílica e na Praça São Pedro, você encontrará stands e lojas vendendo livros, camisetas e souvenirs religiosos, como terços, rosários, medalhas, cruzes, dentre outros produtos com figuras de papas e santos.

Como ir até a cidade do Vaticano?

Agora que você já sabe tudo sobre o que fazer no Vaticano, saiba como chegar lá. É bem fácil! Saindo de Roma, é só pegar a linha A do metrô na direção Battistini e descer na estação Ottaviano. Da estação, basta caminhar 10 minutos para chegar aos museus do Vaticano e mais 1km até a entrada da Basílica de São Pedro.

Qual é o melhor dia da semana para visitar o Vaticano?

A princípio, se o objetivo for apenas visitar as atrações turísticas, evite os finais de semana e a quarta-feira, quando há audiência do papa. Dessa forma, terá como visitar os locais mais vazios.

Caso contrário, se fizer questão de ver o Papa, os melhores dias para conhecer a cidade do Vaticano vão depender basicamente da sua agenda de celebrações, mas os dias certos de vê-lo são quarta-feira e domingo.

Consulte o calendário oficial para saber de todos os eventos do Papa.

Onde ficar no Vaticano: dicas de hotéis

Hotel Silla

O Hotel Silla é uma ótima opção para quem procura um hotel próximo ao Vaticano com excelente custo benefício. Isso porque o hotel está situado a apenas 200 metros da Cidade do Vaticano e a 30 metros do metrô Ottaviano.

Assim, em 10 minutos de caminhada você está na Basílica de São Pedro e em apenas 2 minutos na estação de metrô. Isso também facilita a locomoção para os pontos turísticos de Roma.

Além disso, o Hotel Silla possui ótima avaliação dos hóspedes, conta com elevador, ar condicionado, aquecimento, dentre outras comodidades, e está localizado no bairro de Prati, famoso por suas lojas, cafés e sorveterias.

Quarto com cama de casal do Hotel Silla com excelente custo benefício no Vaticano
Quarto do Hotel Silla nas proximidades do Vaticano.

Hearth Hotel

Outra opção de hospedagem com localização excelente é o  Hearth Hotel , que fica a uma curta distância a pé da Basílica de São Pedro e dos Museus do Vaticano. O hotel possui ótima avaliação dos hóspedes e seus quartos oferecem ar condicionado, aquecimento, frigobar, TV de tela plana, WiFi gratuito e cofre.

Aliás, o Hearth Hotel é ideal para quem procura um hotel que ofereça sossego e tranquilidade para uma ótima noite de sono, já que possui isolamento acústico e camas confortáveis.

Quarto com cama de casal do Hotel Silla com excelente custo benefício no Vaticano
Quarto do Hearth Hotel nas proximidades do Vaticano.

NH Collection Roma Giustiniano

Aos que procuram uma opção com ótima localização e alto padrão de conforto, o hotel quatro estrelas NH Collection Roma Giustiniano se destaca nas proximidades do Vaticano (apenas 10 minutos a pé). O hotel é conhecido por oferecer quartos amplos, confortáveis e um farto café da manhã.

Além disso, o NH Collection Roma Giustiniano oferece comodidades para hóspedes com mobilidade reduzida e alguns quartos possuem vista para a Basílica de São Pedro e para o Castelo Sant’Angelo.

Quarto do Hotel NH Collection Roma Giustiniano
Quarto do hotel quatro estrelas NH Collection Roma Giustiniano nas proximidades do Vaticano.

Para mais opções de hospedagem no Vaticano aproveite as ofertas do Booking.

Dicas importantes para sua viagem à Roma

Seguro viagem obrigatório para entrar na Itália

Você sabia que para visitar a Itália é obrigatório contratar um seguro viagem? A Itália é um dos países signatários do Tratado de Schengen, que permite a livre circulação de turistas nos 26 países europeus participantes.

Em resumo, o Tratado obriga a contratação de um seguro viagem no valor mínimo de € 30.000 para todos os turistas. O objetivo dessa regra é garantir que o visitante possa pagar possíveis despesas médicas durante a viagem.

Como o acesso ao Vaticano é feito por Roma, o seguro viagem acaba sendo obrigatório a todos os visitantes. Assim, nossa dica é consultar o SegurosPromo, que reúne informações de todas as seguradoras e garante o menor preço. Aliás, nossos leitores ainda ganham um desconto especial: use o cupom VIVERNOMUNDO e ganhe 5% de desconto.

Faça sua cotação agora mesmo e viaje com tranquilidade.

Chip internacional

Em sua viagem à Itália, é muito importante estar sempre conectado para pesquisar endereços, confirmar horários dos pontos turísticos, utilizar mapas online para não se perder, além poder postar suas fotos em Roma e no Vaticano. Com o chip internacional, você tem internet para usar de forma ilimitada em qualquer lugar da Itália.

Gostou das nossas dicas do que fazer no Vaticano em 1 dia? Então deixe seu comentário e compartilhe com os amigos!

Compartilhe

SOBRE O AUTOR
VEJA TAMBÉM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu